Entrar

O que é ação revisional de juros e quando solicitá-la

Entenda como funciona a ação revisional de juros, que ajuda o consumidor quando seu financiamento ou empréstimo está com juros abusivos.

colunista elaine ortiz
Publicado em: 31 de março de 2022.

Você já ouviu falar de ação revisional de juros ou cálculo revisional? Ela também é conhecida como a revisão de contrato, pois é um instrumento jurídico que pode ser solicitado por qualquer consumidor que acha que está pagando, em seu financiamento ou empréstimo, juros mais altos do que deveria, o famoso juros abusivos.

Quer entender melhor como funciona a revisão de financiamento? Continue a leitura que a gente te explica tudo!

Revisional de juros: o que é e para que serve?

Comprar um bem de alto valor, como um carro, por exemplo, usando um financiamento bancário é comum no Brasil. Afinal, adquirir estes bens à vista é uma realidade de poucos por aqui.

No entanto, é necessário planejamento e muitas vezes, após a compra, o consumidor percebe que arcar com aquelas parcelas está difícil e que as chances dele começar a se endividar estão aumentando.

Em muitos casos, isso acontece porque, além do valor da parcela do financiamento, um veículo requer gastos com seguro, combustível, manutenção e IPVA. Enfim, há diversos custos que elevam o orçamento mensal das pessoas consideravelmente.

A ação revisional de juros surge neste momento, quando o proprietário do carro financiado ou um cliente que solicitou um empréstimo entende que pode estar pagando juros mais altos do que deveria em suas parcelas, os famosos juros abusivos.

Segundo o Supremo Tribunal de Justiça (STJ), abusivos são os juros cujos valores estão muito acima da média de mercado, respeitando o nicho em que estão inseridos os financiamentos. Com isso, o cliente tende a pagar muito mais do que o valor original do veículo, aquele que seria pago caso o cliente o comprasse à vista.

Desta forma, a ação revisional de juros nada mais é do que um instrumento jurídico que tem como objetivo rever o contrato que você assinou. Ele serve para verificar se os juros que você paga são legais ou ilegais.

Além disso, o revisional de juros pode fazer com que o cliente seja ressarcido por cobranças indevidas e tenha reajustado em um novo contrato o valor das taxas que paga.

Assista | Como diminuir o valor da parcela do financiamento

Como funciona a ação revisional de juros?

Cobrar juros não é ilegal! O que não pode é cobrar juros abusivos. A revisão de juros é o meio que existe para tentar reverter esta situação e regularizar o contrato com juros condizentes com o mercado.

Com a ação revisional é possível eliminar cláusulas abusivas no contrato de financiamento, reduzir o valor da dívida total ou do valor das parcelas do financiamento. Aliás, você também consegue solicitar a devolução dos valores pagos em excesso, isto é, aqueles relacionados aos juros ou taxas abusivas.

Basicamente, é assim que funciona a ação revisional de juros.

Leia também | Como trocar dívida cara por barata?

Revisão de juros financiamento de veículos: como solicitar?

Recorrer aos juros abusivos é uma alternativa disponível para quem já contratou as prestações com juros altos. Segundo o artigo 5º, parágrafo XXXV, da Constituição brasileira, todo cidadão tem o direito de pedir a revisão dos seus contratos na Justiça, caso sinta-se lesado de alguma forma.

Para solicitar uma ação revisional de contrato, o primeiro passo é reunir todos os documentos referentes ao crédito que será contestado.

Após isso, procure um bom advogado para te auxiliar, já que se trata de uma ação jurídica. É ele quem irá indicar, na petição inicial, o que se deseja mudar no seu contrato e levantar os valores controversos, caso realmente existam.

Para que a revisão de financiamento aconteça, o contratante precisa recorrer à Justiça Comum ou até mesmo ao Procon, órgão que garante o direito do consumidor no Brasil. O advogado contratado irá fazer todo o processo para que sua ação revisional seja avaliada.

Leia também | CET: O Que É Custo Efetivo Total e Para Que Serve?

Afinal, a revisão de financiamento vale a pena?

Se você desconfia que está pagando juros abusivos em seu contrato e, por isso, está se endividando, a sugestão é fazer uma revisão de financiamento. Este movimento pode valer a pena.

Mas, é importante você compreender que precisa provar de forma clara que a prática abusiva realmente está inserida em seu contrato, com provas robustas. Caso contrário, a justiça poderá entender que a sua ação foi apenas uma “aventura jurídica”.

Portanto, se uma ação revisional de juros é realmente o único caminho, escolha um advogado experiente na área e com fortes conhecimentos em matemática financeira para não ter outro problemas depois.

Leia também | O que são produtos financeiros e como escolher os melhores

Como não precisar de uma ação revisional de juros?

Processos jurídicos são burocráticos, levam tempo, custam dinheiro e podem gerar desgastes emocionais aos envolvidos. Apesar de ser um recurso disponível e necessário em alguns casos, o ideal é que você contrate um financiamento ou empréstimo justo desde o início.

Pensar nisso, é necessário para que não seja preciso fazer uma ação revisional de juros no futuro.

Mas será que isso é possível? Ao que tenho que ficar atento na hora de assinar um contrato? O principal é ler atentamente as propostas antes de assinar qualquer documento e comparar com lupa as taxas de juros aplicadas, considerando também o Custo Efetivo Total da operação (CET), que engloba juros, taxas, encargos, tributos e seguros.

Compare as ofertas de empréstimo para evitar a ação revisional de juros

Sei que pode parecer complicado e demandar muito tempo fazer essa comparação. Por isso, uma alternativa prática e simples para quem quer contratar alguma linha de empréstimo, é utilizar o Serasa eCred, plataforma de crédito da Serasa que pesquisa, compara e recomenda as melhores opções de empréstimo e cartão de crédito para você.

Veja como é simples e prático fazer sua simulação de empréstimo e comparar as propostas para encontrar os melhores juros:

1. Acesse o Serasa eCred

Acesse o site do Serasa eCred ou o aplicativo da Serasa, disponível no Google Play e na App Store, e informe seu CPF e senha. Se você ainda não tem um cadastro, pode fazer o seu na hora. É rápido e você não paga nada por isso.

2. Complete o seu perfil

Ao concluir o login, você poderá atualizar o seu perfil. Não se esqueça de informar todos os dados solicitados na plataforma. Isso ajudará a gente a encontrar as melhores alternativas de crédito para você.

3. Preencha as informações do empréstimo que deseja

Informe o valor de empréstimo que você deseja e em quantas parcelas pretende pagá-lo. Caso também queira receber ofertas de empréstimo com garantia, é só preencher as informações sobre seu imóvel ou automóvel.

4. Confira e compare opções

Depois de cadastrar suas informações, é hora de fazer a simulação de empréstimo. Clique em “Nova simulação” e confira as ofertas de crédito disponíveis para você.

Na tela, aparecerão as opções de empréstimo que mais correspondem à sua busca. Avalie todas as informações com calma: o valor liberado por cada empresa, o limite de parcelas para pagamento e o CET (Custo Efetivo Total), que define as taxas que, de fato, serão somadas ao valor do empréstimo.

5. Escolha a melhor opção de empréstimo e finalize a contratação

Após avaliar os valores liberados por todas as instituições financeiras e comparar as taxas e condições oferecidas por cada empresa, basta escolher a opção que considerar mais interessante. Clique em “Solicitar” e finalize a contratação do seu empréstimo de forma fácil e em poucos minutos.

Fácil, não? Percebeu que é possível sim assinar um contrato de forma segura, que dificilmente vai demandar, no futuro, a necessidade de entrar na justiça com uma ação revisional de juros?

Leia também | Como fazer uma simulação de empréstimo no Serasa eCred?

Agora que você já sabe tudo sobre revisional de juros, não deixe de fazer sua simulação de empréstimo. E continue acompanhando nossos conteúdos exclusivos no blog da Serasa e no nosso canal no YouTube.

serasaecred.com.br pertence e é operado pela Serasa S. A., uma sociedade anônima sob o CNPJ/MF 62.173.620/0104-95, com domicílio na Rua Dr. Léo de Carvalho, 74 – Sala 1105 – Bairro Velha – Blumenau-SC – CEP 89036-239. A Serasa S.A. não é instituição financeira. Somos um correspondente bancário das instituições: BANCO CBSS S/A – CNPJ: 27.098.060/0001-45, Banco Votorantim S.A. – CNPJ/ME: 59.588.111/0001-03, Banco Pan S.A. – CNPJ: 59.285.411/0001-13, Finamax S./A. – Crédito, financiamento e investimento – CNPJ: 00.411.939/0001-49 e possuímos uma plataforma online (“Serasa eCred”) que facilita o acesso de clientes a produtos e serviços ofertados por instituições financeiras parceiras e credenciadas na plataforma.

Os correspondentes bancários são empresas contratadas por instituições financeiras e demais instituições autorizadas pelo Banco Central do Brasil para a prestação de serviços de atendimento aos clientes e usuários dessas instituições. A atividade de correspondente bancário é regulada pelo Banco Central do Brasil, nos termos da Resolução nº. 3.954, de 24 de fevereiro de 2011. Prazo de pagamento: varia de acordo com a Instituição Financeira escolhida, podendo ser entre 3 e 60 meses. Custo Efetivo Total (CET): varia de acordo com a Instituição Financeira escolhida, podendo ser entre 26,76% e 605,85% a.a. Exemplo: Empréstimo de R$5.000,00. Taxa de juros: 3,23% a.m. A pagar em 18 parcelas mensais de R$380,55. Total a pagar: R$6.849,90. IOF incluso: R$134,00. Tarifa: R$0. CET: 52,80% a.a.

O Serasa eCred tem como compromisso a transparência com nossos clientes. Antes de iniciar o preenchimento de uma proposta, serão exibidos de forma clara: a taxa de juros utilizada, tarifas aplicáveis, número de parcelas, impostos (IOF) e o custo efetivo total (CET). Nossa central de atendimento está disponível para esclarecimento de dúvidas sobre quaisquer dos valores apresentados. Serasa Consumidor informa: o Serasa eCred é uma plataforma de comparação de ofertas de crédito 100% gratuita para consumidores.

Não realizamos nenhum tipo de cobrança para apresentar a você as propostas de crédito dos nossos parceiros. Caso receba alguma cobrança, não faça nenhum depósito ou pagamento, e entre em contato com o nosso time de atendimento.