Navegação do blog
  1. Limpa Nome Online
  2. Blog
  3. Amortizacao Entenda Como Funciona E Os Principais Tipos

Amortização: como funciona e os principais tipos

Entenda o que é amortização e como calcular com base na tabela SAC e Price.

Atualizado em: 30 de janeiro de 2024

Categoria Negociar dívidaTempo de leitura: 10 minutos

Texto de: Time Serasa

Moeda real, dinheiro do Brasil. Algumas notas do Real brasileiro em uma mesa escura com uma calculadora, caneta e algumas moedas para a economia brasileira, finanças e conceito de investimento.

A amortização de uma dívida – tanto de empréstimo como de financiamento – significa a diminuição do total devido por meio de um ou mais pagamentos.

Mesmo que o débito tenha 30, 100 ou 360 parcelas, é possível antecipar o pagamento das parcelas e diminuir o tempo da dívida. Em alguns casos podem vir bons descontos nos juros. 

Confira este artigo para entender como usar a amortização a favor do pagamento das dívidas.

O que é amortização

A amortização significa a redução do valor de uma dívida, até pagá-la completamente. Porém, se falarmos em dívidas grandes, como empréstimos ou financiamentos de carros e imóveis, a amortização também ganha outro sentido. 

Nesses casos, a amortização de um empréstimo ou financiamento também pode significar antecipar as parcelas para pagar o débito mais rápido

Quanto mais parcelas forem antecipadas, maiores os descontos na dívida total.

Assista | O que é amortização? Falando Dinheirês

Como funciona a amortização

O objetivo da amortização é basicamente pagar a dívida ou diminuir o tempo do empréstimo ou do financiamento. 

Na prática, antecipa-se o pagamento das parcelas – geralmente as parcelas finais, pois assim os juros também podem ser reduzidos em alguns casos.  

Para entender melhor: um financiamento ou empréstimo é composto de quatro partes: 

  1. Valor principal: valor que a pessoa pegou emprestado, junto com os custos operacionais.

  2. Taxa de juros: forma de remuneração do banco ou instituição financeira.

  3. Saldo devedor: valor total do empréstimo, já acrescido de juros. 

  4. Prestações do saldo devedor: valores pagos mensalmente. 

Na amortização, adiantam-se as prestações do saldo devedor. Então, automaticamente, além da redução do tempo do empréstimo, a pessoa também pode ter a taxa de juros reduzida, dependendo da instituição financeira. 

Leia também | Amortização de financiamentos: tudo o que você precisa saber

Tipos de amortização

Existem diversos sistemas de amortização, e cada banco define quais utilizar nos empréstimos e financiamentos.

Os sistemas de amortização dizem respeito às formas de pagamento das parcelas, mesmo

que elas não sejam antecipadas.  

Os dois principais tipos de amortização são a tabela SAC e a tabela Price.  

Tabela SAC (Sistema de Amortização Constante)

No pagamento com base na tabela SAC, o valor das parcelas é o mesmo durante a vigência do contrato. No entanto, a taxa de juros pode variar, pois a tabela é pós-fixada. 

Por isso, os valores dos juros são maiores no início do pagamento, mas vão caindo nas demais parcelas até o final. Ou seja, na tabela SAC, o valor das parcelas vai diminuindo com o tempo, pois os juros mais altos são pagos no início.

Exemplo de cálculo de amortização SAC

Imagine o financiamento de um imóvel de R$100.000 em 60 parcelas mensais, com taxa de juros de 10% ao ano.

Pela tabela SAC, o valor da amortização é constante ao longo do período de pagamento. No nosso exemplo, o valor da amortização será de:

  • Valor das parcelas = R$100.000 / 60
  • Valor das parcelas = R$1.666,67

 

O valor dos juros, por outro lado, é calculado com base no saldo devedor. Na primeira parcela, o saldo devedor é de R$100.000, então o valor dos juros será de:

  • Juros mensais = saldo devedor anterior x (taxa de juros anual / 12)
  • Juros mensais = 100.000 x (10% / 12)
  • Juros mensais = 100.000 x 0,00833333
  • Juros mensais = R$833,33

 

Assim, o valor total da primeira parcela será de:

  • Valor da primeira parcela = valor da parcela + juros
  • Valor da primeira parcela = R$1.666,67 + R$833,33
  • Valor da primeira parcela = R$2.500,00

 

No mês seguinte, os juros serão calculados com base no saldo devedor. Se dos R$100.000 foram pagos R$2.500,00, o saldo devedor é de R$98.333,33.

Portanto,

MêsSaldo devedorAmortizaçãoJurosPrestação
1 R$100.000,00 R$1.666,67 R$833,33 R$2.500,00
2 R$98.333,33R$1.666,67 R$825,00 R$2.491,67
3 R$96.666,67R$1.666,67 R$816,67 R$2.483,33
4R$94.999,99 R$1.666,67 R$808,33 R$2.475,00
... ... ... ... ...
60R$0,00R$1.666,67R$0,00R$1.666,67

Tabela Price (Sistema Francês de Amortização)

Na amortização com base na tabela Price, normalmente os juros são pré-fixados

Basicamente, isso significa que até o fim do empréstimo ou financiamento o valor das parcelas será igual do início ao fim do contrato

Exemplo prático de amortização Price

Usando o mesmo exemplo anterior, imagine o financiamento de um imóvel de R$100.000 em 60 parcelas mensais, com taxa de juros de 10% ao ano.

Como na amortização Price, o valor das parcelas e da taxa de juros será igual até o fim do financiamento, teremos:

  • Valor de cada parcela = valor da parcela + juros
  • Valor de cada parcela = R$1.666,67 + R$833,33
  • Valor de cada parcela = R$2.500,00

 

Observação: os dois exemplos de amortização não levam em conta outras taxas que podem estar envolvidas no financiamento e/ou empréstimo.

Leia também | Como funciona o financiamento para aposentados

Então, qual é o melhor sistema de amortização?

Resumindo as diferenças entre os dois tipos de amortização, temos:

  • ●     Amortização SAC: parcelas maiores no início do contrato e menores até o final.
  • ●     Amortização Price: parcelas iguais durante toda a vigência do contrato.  


A tabela SAC costuma ser a opção mais usada nos empréstimos e financiamentos de longo prazo. Afinal, como são muitos anos pagando, pode ser melhor "apertar os cintos" no início para depois "afrouxá-los". Por isso, esse tipo de amortização exige um sacrifício maior no início. 

Em contrapartida, a tabela Price costuma ser a opção usada em empréstimos menores, tanto no valor emprestado quanto no tempo de pagamento, pois o valor das parcelas não se altera.

Uma dica é se informar junto ao banco ou instituição as opções de sistemas de amortização disponíveis e quais são os descontos concedidos, caso haja a antecipação das parcelas ao longo dos anos. 

Leia também | O que é crédito pessoal? Entenda tudo sobre esse tipo de empréstimo

Dicas para amortizar empréstimos e financiamentos mais rapidamente

  • ●     Além de pagar a parcela do mês, sempre que for possível tente antecipar o pagamento das demais parcelas.
  • ●     Antes de antecipar, verifique se os descontos são maiores ao adiantar as parcelas iniciais ou as que estão no final da fila (geralmente as finais oferecem maiores descontos).
  • ●     Renda extra, 13º salário e bonificações podem ser usados para amortizar a dívida, diminuindo o tempo dela.
  • ●     Tenha sempre uma reserva de emergência para imprevistos. Caso não consiga pagar a prestação do mês, utilize a reserva. 

 

Se por algum motivo o pagamento do empréstimo ou do financiamento está atrasado e o CPF acabou sendo negativado, faça uma consulta rápida e gratuita na Serasa para verificar se existem ofertas de negociação disponíveis.

Serasa Limpa Nome: negocie dívidas atrasadas com grandes descontos

Pelo Serasa Limpa Nome você consulta suas dívidas e pode conseguir até 90% de desconto para quitar os débitos. O serviço é gratuito e pode ser feito em apenas 3 minutos nos canais oficiais da Serasa: site, app (iOS e Android) ou WhatsApp (11) 99575-2096.  

Siga o passo a passo:  

  • ●     Acesse o Serasa Limpa Nome ou o aplicativo informe seu CPF e Senha.
  • ●     Confira sua dívida na tela e clique em Negociar.  
  • ●     Escolha a melhor opção de pagamento (Pix ou boleto, por exemplo) e o número de parcelas.  
  • ●     Confirme as condições escolhidas e pronto!  
Celular mostrando a carteira digital Serasa

Compartilhe o artigo

Este artigo foi útil?

Escolha de 1 a 5 estrelas para avaliar
Média de avaliação: 3.96 de 5

Artigos relacionados